Governo Símbolos

Símbolos

De acordo com a Constituição Municipal, são símbolos de Campina Grande:

“Art. 8o- A cidade de Campina Grande é a sede do Governo e do Município.

§ 1º – São símbolos do Município a bandeira, o hino, o brasão e a canção, representativos da sua cultura e história.

§ 2º – A canção Tropeiros da Borborema, letra de Raymundo Asfora e música de Rosil Cavalcanti, Símbolo Oficial na conformidade do § 1º, terá sua execução obrigatória em solenidades culturais, folclóricas, educacionais e outras, no Território do Município.”

HINO

Letra por Fernando Silveira
Melodia por Antônio Guimarães

Venturosa Campina querida,
Ó cidade que amo e venero!
O teu povo o progresso expande,
És na terra o bem que mais quero!
O teu céu sempre azul cor de anil,
Tuas serras de verde vestidas
Salpicadas com o ouro do sol
Ou com a hóstia dos brancos luares!

Eterno poema
De amor à beleza,
Ó recanto abençoado do Brasil
Onde o Cruzeiro do Sul resplandece
Capital do trabalho e da paz!

Oficina de ilustres varões,
Canaã de leais forasteiros,
És memória de índios valentes
E singelos e alegres tropeiros!
Tua glória revive, Campina,
Na imagem dos homens audazes,
Aguerridos heróis de legendas
Que marcaram as tuas fronteiras!

Eterno poema
De amor à beleza
Ó recanto abençoado do Brasil,
Onde o Cruzeiro do Sul resplandece,
Capital do trabalho e da paz!

LEMA

Solum Inter Plurima
do latim: “única entre muitos”.

BRASÃO
BRASÃO

Brasão de Armas e o Estandarte de Campina Grande, símbolo heráldico da cidade, foi instituído de acordo com a Lei Municipal N.º 54 de 26 de agosto de 1974, juntamente com a bandeira de Campina Grande, durante a administração do prefeito Evaldo Cavalcanti da Cruz. O brasão foi uma criação do Padre Paulo Leishmayer. O lema inscrito no brasão: Solum inter plurima (Única entre muitas).

Constituição do símbolo: o escudo, verde, possui uma asna dourada e três espadas, de pontas voltadas para cima. A insígnia é prata com quatro torres.

O símbolo faz alusão às esporas dos cavaleiros, fazendo referência aos tropeiros, que foram os responsáveis pelo progresso inicial de Campina Grande. Os campos estão representados pela cor verde e a cor dourada representa o ouro da asna.

As três espadas presentes no brasão simbolizam a luta do povo campinense em revoluções: na Revolução Pernambucana, ocorrida em 1817, na Confederação do Equador, em 1824 e na Revolução Praieira, em 1848.

BANDEIRA
BANDEIRA

A bandeira de municipal de Campina Grande foi instituído de acordo com a Lei Municipal n.º54 de 26 de agosto de 1974, juntamente com o brasão de Campina Grande, durante a administração do prefeito Evaldo Cavalcanti da Cruz. O brasão foi uma criação do Padre Paulo Leishmayer.

O símbolo faz alusão às esporas dos cavaleiros, fazendo referência aos tropeiros, que foram os responsáveis pelo progresso inicial de Campina Grande. No brasão a asna é de cor dourada, porém na bandeira a cor é substituída pelo amarelo.

As três espadas simbolizam a luta do povo campinense em revoluções: na Revolução Pernambucana, ocorrida em 1817, na Confederação do Equador, em 1824 e na Revolução Praieira, em 1848.

Aplicação
FIAV 110000.svg
Proporção 7:10
Adoção 26 de agosto de 1974
Cores
Verde
Amarelo