Na Câmara, superintendente da STTP discute reajuste da tarifa de ônibus e Integração Temporal

Na manhã desta quinta-feira, 14, o superintendente da STTP, Félix Neto, esteve presente na Câmara de Vereadores de Campina Grande onde participou de uma Tribuna Livre, debatendo a implantação do sistema de Integração Temporal e o último reajuste da tarifa de transporte coletivo, aprovado pelo Conselho Municipal de Transporte Público.

Antecipando a uma convocação feita pela própria Câmara, na última segunda-feira, o dirigente da STTP fez uma ampla apresentação da implantação da Integração Temporal, como também detalhou a planilha de custos para que se tenha o valor da passagem  de ônibus, cujos cálculos incidi o combustível, lubrificantes, despesas administrativas, depreciação de veículos, despesas com pessoal na cidade, e outros insumos.imagemFélix Neto informou que tão logo ficou ciente de que havia sido convocado para a Tribuna Livre da câmara, fez questão de antecipar sua ida, já que as ações da STTP são transparentes, com fundamentos técnicos de análise de estudos para definição de tarifa e dos demais projetos desenvolvidos pela autarquia.

“Tomei a iniciativa de participar e pedir aquele espaço da reunião dos vereadores, e com os demais presentes naquela sessão pública, justamente para explicar o que realmente foi aplicado e quais elementos observados para a nova tarifa de ônibus e implantação da Integração Temporal, não fugindo em nada da fórmula como é utilizada no país”, disse o dirigente.  imagemAinda na tribuna, Félix também falou sobre as diversas ações que o órgão tem realizado em prol das melhorias de serviços no sistema de transporte coletivo, e que tem beneficiado a população, a exemplo das diversas blitz de Combate ao Transporte Clandestino; implantação de uma sede base da PM – no Terminal de Integração; a nova programação visual dos ônibus e novas áreas de operação; implantação da biometria facial – inclusive para quem utiliza da gratuidade; Implantação da Central de Monitoramento de Ônibus – com GPS; Painéis eletrônicos no Terminal de Integração, com previsões de partidas; implantação de mais de 150 novos abrigos, dentre outros benefícios.imagemOportunamente, o superintendente sugeriu à bancada da oposição, que como possível definição uma tarifa menor nos transportes coletivos, que fizessem uma intermediação e um apelo ao Governo do Estado, para que seja retirado o ICMS que é cobrado sobre o combustível, o que certamente garantirá um enorme beneficio aos usuários e gerando um impacto no valor final da passagem de ônibus.

Félix Neto esteve na Câmara de vereadores acompanhado de vários gerentes e de técnicos da STTP, a exemplo de Araci Brasil, que também esteve na tribuna e fez uma apresentação sobre cálculo tarifário do transporte público coletivo de Campina Grande.

Fonte: Codecom
COMPARTILHE