Clique em uma das opções abaixo para obter mais informações.

  • Certidão de óbito;
  • RG e CPF do falecido e do requerente;
  • Comprovante de residência do requerente;
  • Último contracheque do falecido;
  • Certidão de Contribuição do INSS (original);
  • Carteira Profissional do requerente e do falecido (original);
  • Certidão de casamento (se houver);
  • Registro de nascimento dos filhos menores de 18 anos (se houver);
  • RG e CPF dos filhos maiores de 16 anos e menores de 18 anos (se houver);
  • Certidão de Tutela Judicial (se houver);
  • Portaria de nomeação do servidor na PMCG e sua ficha funcional (documentos, em regra, providenciados pelo IPSEM).

Calculado com o último vencimento do cargo efetivo + gratificações incorporadas – desde que não ultrapasse o teto do INSS. Quando ultrapassar o teto, será acrescido  de 70% do valor excedente.

Exemplo do cálculo remuneração do falecido: R$ 7.800,00
Valor do Teto do INSS: R$ 5.531,31

(7.800,00  5.531,31) = R$ 2.268,69
(70% de 2.268,69) = R$ 1.588,08

Soma-se: (R$ 5.531,31 + R$ 1.588,08)

Valor da Pensão:  R$ 7.119,39

Calculado pela última remuneração paga ao ex-beneficiário – desde que não ultrapasse o teto do INSS. Quando ultrapassar o teto será acrescido  de 70% do valor excedente

Exemplo do cálculo remuneração do falecido: R$ 7.800,00
Valor do Teto do INSS: R$ 5.531,31

(7.800,00  5.531,31) = R$ 2.268,69
(70% de 2.268,69) = R$ 1.588,08

Soma-se: (R$ 5.531,31 + R$ 1.588,08)

Valor da Pensão:  R$ 7.119,39