Prefeitura de Campina Grande entrega na manhã de hoje conjunto Aluizio Campos

Presidente  Bolsonaro confirma presença na inauguração de um dos maiores núcleos habitacionais do País
Em solenidade que contará com   presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, e alguns ministros, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, estará entregando na manhã de, hoje,  segunda-feira, 11,  aos mutuários contemplados, o Conjunto Habitacional AluÍzio Campos, no bairro do Ligeiro.

Trata-se de um dos maiores núcleos habitacionais do Nordeste, com 4.100 unidades, entre casas e apartamentos,   e que já nasce com população superior a 180 municípios paraibanos.

O investimento inicial tem a participação da União, com recursos da ordem de 300 R$ milhões, com a contrapartida da Prefeitura Municipal de Campina Grande, com mais R$ 30 milhões e toda infraestrutura, oferecendo condições dignas aos seus a milhares de famílias que ali passarão a residir.

A entrega do Conjunto Aluízio Campos teve a data de sua entrega adiada algumas vezes, em função de se buscar compatibilizar as agendas entre as autoridades municipais e federais. Além e grande avanço no combate ao déficit habitacional em Campina Grande, a entrega do núcleo revitaliza aquela área da cidade, visto em que em seu entorno muitas atividades estão projetada, além da extensão das linhas de transportes urbanos.

Secretarias levam serviços e assistência ao novo conjunto
O Conjunto Aluízio Campos receberá diversos serviços da Prefeitura já existentes em outros locais. A Secretaria de Assistência Social da Prefeitura Municipal de Campina Grande já anunciou que   prestará os seus serviços à população través Centro de Referência de Assistência Social – CRAS.

Além das atividades do CRAS, o “Aluizio Campos” contará também com o Programa Criança Feliz, que o acompanhamento em domicílio de crianças de 0 a 3 anos, e de 0 a 6 anos (com deficiência) e a gestante. Outros serviços também serão oferecidos.

Já a Secretária de Serviços Urbanos se prepara para um serviço de limpeza eficiente no conjunto, garante o secretário da pasta, Geraldo Nobre, adiantando que a Sesuma desenvolveu um projeto específico para o local. Ele explica:

– Depois de visitarmos todas as ruas, foi necessário desenvolver um projeto específico, por se tratar de um conjunto com 4.100 casas e apartamentos, considerada uma cidade de porte médio  mais de 70 ruas e avenidas”, explicou, e era necessário fazer algo diferente”.

Ele revela ainda que todas estas ações da Sesuma estão sendo levadas ao conhecimento dos futuros moradores através de reuniões,  mostrando  a necessidade de que haja por parte deles uma conscientização para que juntos, mutuários e poder público, tenhamos um serviço de qualidade e eficiente.

O Complexo Residencial Aluízio Campos contará com a atuação, também, intensiva do Programa Recicla Campina, gerenciado pela Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma). Lançado este ano pelo prefeito Romero Rodrigues, o programa já realiza uma grande mobilização na cidade na área de educação ambiental. O governo municipal promove a conscientização sobre a importância e a participação da comunidade quanto à reciclagem de resíduos sólidos e rejeitos.

MEIO AMBIENTE!
Outra iniciativa pensada por parte da Prefeitura foi a parte de arborização de todo o Complexo, que além de ganhar um Jardim Botânico, está sendo beneficiado com a plantação de centenas de mudas.

“ Há dois anos implantamos o projeto Minha Àrvore,  em toda sua extensão e este trabalho está sendo intensificado pela equipe da Dra. Denise Sena, coordenadora do Meio Ambiente. “ O Aluísio Campos será um modelo  em termos ambientais com estas nossas iniciativas  e certamente teremos todo  apoio da população”, garantiu o prefeito Romero Rodrigues.

Infraestrutura e transporte
Ainda como parte da infraestrutura do novo conjunto habitacional da cidade, que já contam com vias de acesso devidamente prontas, o bairro terá duas linhas de coletivos para atender demanda, além de uma adutora construída pela Prefeitura  e estações elevatórias para a coleta de esgotos, a um custo de R$ 12 milhões.
O Núcleo também contará com creches, quadras de esportes, PSFs, áreas de eventos e uma gama de equipamentos sociais melhorando a qualidade de vida da população

          Escolha das mutuários pioneira no processo de transparência

Ao contrário e práticas passadas, quando, não raro, a distribuição de unidades era rateadas entre políticos para posterior distribuição aos seus amigos e eleitores, a escolha dos moradores do Aluízio Campos implantou um padrão e moralidade no processos.
A com toda transparência possível, o sorteio dos futuros mutuários foi feito no Parque do Povo, com acompanhamento de representantes do Banco do Brasil, órgão financiador; Ministério Púbico e a Imprensa de um modo geral.

Da lista levantada e processadas as devidas correções dentro dos critérios, coube ao Banco do  Brasil a parte da assinatura dos contratos, o que foi feito numa espécie de mutirão, no Teatro Municipal, obvio, obedecendo aos critérios do órgão financiador.

O Aluízio Campos em números
– Complexo habitacional construído numa área de 110 hectares, no antigo bairro do Ligeiro, atualmente denominado também de Aluízio Campos

– Investimento superior a R$ 300 milhões, em obra delegada pelo Governo Federal ao Município

– Estrutura para abrigar até 20 mil pessoas

– 4.100 unidades habitacionais, sendo 3.992 casas e 108 apartamentos, todas com acessibilidade

– 3.992 hits de energia solar por casa
– 1 adutora, com capacidade para de abastecimento de
– 2 caixas de água, com capacidade de   mil litros cada uma
– 1 estação de coleta de esgotos
– 67 ruas pavimentadas em asfalto
– Mais de 700 pontos de luz com iluminação em led
– 9 avenidas
– 216 mil metros de asfalto aplicados internamente no Complexo
– Duas alças de acesso na BR-104, executadas pela Prefeitura num processo de duplicação do trecho
– 6 centros de convivência, com salão de festas e brinquedoteca
– 10 praças
– 10 academias de saúde
– 2 escolas, com com 12 salas de aulas cada uma e capacidade total para 1.560 alunos nos dois turnos
– 2 ginásios de esportes cobertos
– 3 creches, com capacidade de atendimento total de até 336 crianças nos dois turnos
– 1 Centro de Referência de Assistência Social (CRAS)
– 2 Unidades Básicas de Saúde (UBS) tipo 2, cada uma com duas equipes multiprofissionais
– 2 linhas de ônibus
– Mais de 4 quilômetros de sinalização horizontal, envolvendo demarcações de faixas de rolamentos, ciclofaixas e faixas de pedestres
– 800 placas de sinalização vertical
– 19 abrigos para usuários do transporte coletivo, com projetos de instalação de mais 8 até o final de 2019
–  1 Jardim Botânico, numa área de 50 hectares
–  250 árvores plantadas nas vias públicas e projeção para o plantio de até 3 mil mudas nos próximos 2 anos
–  4 veículos de Coleta domiciliar, 2 vezes por semana, no padrão normal e seletivo
– 500 hectares reservados para estruturação do complexo industrial
–  3 indústrias já instaladas
– 100 hectares reservados para estruturação da área comercial
– Um moderno Polo de Modas em construção, em parceria com a iniciativa privada, com 750 lojas para comercialização de calçados, confecções e artesanato.

Fonte: Codecom
COMPARTILHE