Secretaria de Saúde de Campina Grande conquista avanços em 2018

A Secretaria de Saúde de Campina Grande divulgou um balanço das principais atividades desenvolvidas no ano de 2018. Além do aumento no número de atendimentos em diversos setores, também foram consolidados novos serviços e anunciada a ampliação de cobertura de alguns serviços existentes.

Uma das conquistas foi a ampliação do número de ambulâncias e veículos e renovação de frotas para os serviços na cidade. A frota do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) ganhou seis carros este ano, sendo um equipado para atendimento em áreas de difícil acesso. As Unidades de Pronto Atendimento (UPA) ganharam uma nova ambulância cada uma. O Centro Especializado em Reabilitação (CER) recebeu um carro adaptado para o transporte de pessoas com deficiência. Um veículo também foi entregue para o serviço de captura de animais de rua e outro carro foi equipado para o combate do mosquito Aedes aegypti, o carro fumacê.

 No combate ao Aedes aegypti, várias ações foram realizadas no primeiro e no segundo semestre do ano, com mutirões em diversos bairros, com distribuição de hipoclorito de sódio, combate dos focos nas casas, limpeza de terrenos e coleta de pneus. Isso fez cair o índice de infestação do mosquito e o risco de proliferação das doenças caiu de alto para médio.

Também foi um ano de planejamento. O Sistema de Regulação completou um ano em 2018 e foram realizados mais de 1 milhão de exames e mais de 100 mil consultas por meio do sistema informatizado de marcação de consultas e exames. Os técnicos da pasta ainda passaram o ano em treinamento e testes para implantar o sistema na média e alta complexidade, para que a regulação de leitos e a marcação de cirurgias também sejam informatizadas. A Secretaria de Saúde também realizou um recadastramento dos pacientes que fazem tratamento do glaucoma para otimizar a oferta do serviço. Também foi em 2018 que o número de locais para emissão do cartão SUS foi ampliado para que mais pessoas sejam atendidas pelo sistema público municipal de saúde.

 No ano passado foi iniciada a construção da Unidade Básica de Saúde do Conjunto Major Veneziano, que deve atender mais de 10 mil pessoas depois de concluída. E para levar atendimento a áreas mais distantes, em 2018 foram realizados mutirões de saúde com consultas e exames nos distritos de São José da Mata e de Galante. Outra medida para levar mais atendimento de especialistas às áreas periféricas foi a implantação da telemedicina nas unidades. Os usuários têm contato pela internet dentro das UBS com os especialistas das UPAs e do Hospital Municipal Pedro I.

Em média, o Hospital da Criança e do Adolescente atendeu mais de 200 pacientes por mês; o Samu registrou mais de 4 mil ocorrências/mês; o Pedro I realizou mais de 25 mil exames de imagem no ano, além dos outros serviços; O Isea realizou mais de 70 mil procedimentos no total; O Centro Especializado em Reabilitação passou dos 50 mil procedimentos; o Hospital Doutor Edgley Maciel realizou mais de 4 mil atendimentos mensalmente; as UPAs fizeram mais de 150 mil atendimentos juntas.

“Estamos avançando aos poucos, sabemos que ainda há bastante a melhorar na atenção básica, que tem sido nosso foco, mas todo o trabalho na média e alta complexidade e a estratégia de planejamento foram consolidados”, explicou a secretária Municipal de Saúde, Luzia Pinto.  

Fonte: Codecom
 Texto: Rafael Melo
Imagens: Arquivo PMCG
COMPARTILHE