Secretário vai a Brasília para encaminhar pleitos em favor dos agricultores de Campina

O secretário da Agricultura de Campina Grande, médico e ex-deputado estadual Renato Gadelha, estará na próxima semana em Brasília para encaminhar projetos do interesse da zona rural do município aos Ministérios da Cidadania e da Agricultura, cujas audiências estão agendadas, respectivamente, para as tardes da terça-feira e  da quarta-feira, dias oito e nove deste mês de outubro.

No Ministério da Cidadania, o secretário Renato Gadelha vai tentar junto aos seus técnicos obter meios e incentivos outros para incrementar as políticas de fixação do homem e da mulher no campo em condições dignas de trabalho e de habitação.

No entendimento do auxiliar do prefeito Romero Rodrigues, a vida dessa gente é historicamente sacrificada, devido a vários aspectos, dentre os quais as adversidades climáticas, razão pela qual de entender que, garantindo-lhe  segurança de moradia e de boas condições de trabalho, representará um largo passo de mudança para melhor no dia a dia dos agricultores de Campina Grande.

Outro importante pleito a ser apresentado também ao Ministério da Cidadania diz respeito à aquisição de recursos para a construção de novas cisternas de modo a garantir o armazenamento de água para que os produtores rurais deste município possam enfrentar o período de seca que já se aproxima.

O secretário Gadelha esclareceu, a propósito desses encaminhamentos, que o Ministério da Cidadania tem um braço voltado à Agricultura Familiar, motivo pelo qual de acreditar que os pleitos de Campina Grande venham a ser atendidos.

AGRICULTURA – No Ministério da Agricultura, o secretário Renato Gadelha irá discutir as possibilidades para a aquisição de máquinas agrícolas,vez que as já existentes na Prefeitura são em número insuficiente para atender as demandas encaminhadas pelos produtores rurais à Secretaria Municipal da Agricultura.

Ainda no Ministério da Agricultura, Renato Gadelha vai expôr sobre um projeto de reflorestamento do lado Oeste da zona rural de Campina Grande (na direção de Catolé de Boa Vista), que seria feito com o Argan, planta originária do Marrocos, mas que já existem mudas nesta região.

“Além de oferecer sombra, o fruto do Argan serve de alimentação para ovinos e caprinos, enquanto a sua amêndoa, cujo óleo tem alto valor de mercado, poderá se constituir numa importante fonte de renda para os agricultores campinenses”, avaliou o secretário Renato Gadelha.

Ao garantir que irá viabilizar a interação com o Marrocos, país localizado no Norte africano, com vistas à produção desta leguminosa, o secretário Renato Gadelha disse que o prefeito Romero Rodrigues está dando total apoio aos seus projetos que serão levados ao Governo Federal na semana vindoura.

“O prefeito está determinado a mudar a vida dos produtores rurais do nosso município”, pontuou Renato Gadelha.

Fonte: Codecom

COMPARTILHE