Agosto Lilás: ISEA promove ações da campanha de combate à violência contra a mulher

O Instituto oferece, através de seu Núcleo de Violência Sexual, apoio e acolhimento às vítimas de abuso sexual

O Agosto Lilás é o mês de conscientização pelo fim da violência contra a mulher e tem como objetivo intensificar a divulgação da Lei Maria da Penha, sensibilizando e conscientizando a sociedade sobre a necessidade do fim da violência contra a mulher. Também são divulgados os serviços especializados da rede de atendimento à mulher em situação de violência e os mecanismos de denúncia existentes.

E o Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (ISEA) possui um Núcleo de Violência Sexual, que é um aparato de acolhimento e assistência às adolescentes e mulheres vítimas do abuso sexual. Na maternidade, as vítimas são acolhidas e recebem atendimento social, psicológico, clínico, realizam exames laboratoriais e a administração de medicações.

“É essencial um serviço de saúde que acolha as vítimas de violência sexual de forma humanizada, principalmente nas primeiras 72 horas após a violência. Trabalhamos para recebê-las, orientando e encaminhando para a rede de atendimento e proteção”, explica a coordenadora do Núcleo de Violência Sexual do ISEA, Tâmara de Oliveira.

Durante todo o mês de agosto, a equipe do núcleo de violência sexual vai promover oficinas e rodas de conversas para o aperfeiçoamento da equipe de trabalhadores de saúde da maternidade e também com as pacientes internas da instituição sobre este tema.

Vale reforçar a recomendação de que havendo qualquer tipo de agressão contra a mulher, seja violência física, sexual, patrimonial ou moral, a vítima deve buscar auxílio jurídico e emocional imediatamente.

A Secretaria de Saúde de Campina Grande também tem um núcleo de políticas voltadas ao combate à violência contra a mulher. A coordenação atua em todos os hospitais e em ações na Atenção Básica à Saúde, dentro das estratégias de atuação da Direção de Vigilância em Saúde (DVS).

Em breve, será aberto também um serviço no Hospital da Criança e do Adolescente para monitoramento e combate à violência em crianças e adolescentes, que será o Centro de Proteção Integrado.

Codecom

Compartilhar