AlphaTRANSforma – Futuros Possíveis: Prefeitura de Campina Grande em parceria com Instituto Alpargatas realiza aula inaugural com nova turma LGBTQI+

Aulas terão duração de 3 meses e os alunos serão inseridos no banco de talentos da Alpargatas

A aula inaugural da segunda turma do projeto “AlpaTRANSforma – Futuros Possíveis”, realizado na parceria entre a Prefeitura de Campina Grande, por meio das Secretarias Municipais de Assistência Social (Semas), de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e da Educação (Seduc), com o Instituto Alpargatas, foi realizada na tarde desta segunda-feira, 01, no auditório do Centro Profissionalizante Antônio de Carvalho Souza (CEPACS). O Centro está localizado na rua Sebastião Donato, centro da cidade, onde as aulas serão ministradas nesta segunda fase do projeto.

No total, vinte alunos, que são atendidos pela Coordenação de Ação e Políticas Públicas (LGBT) da Semas, terão aulas três vezes por semana, durante 3 meses. As aulas são gratuitas e acontecerão às segundas, quartas e quintas-feiras, com duração de uma hora e meia. Ao final da capacitação, todos serão inseridos no banco de talentos da Alpargatas e também no sistema de cadastro do Sine Municipal.

Durante a solenidade, a nova turma recebeu as boas-vindas e cumprimentos iniciais de profissionais da Alpargatas (São Paulo e de Campina Grande), além da Alicerce Educação, uma das parceiras do projeto, que participou do evento de forma online.

Mudança de Vida

Recém-chegada de São José dos Campos, interior de São Paulo, onde morou por 38 anos, Sheron Nogueira, 43 anos, é uma das novas alunas do projeto nessa segunda fase. Natural de Patos, ela está em Campina Grande há 3 meses e viu, no curso, a oportunidade de mudar de vida.

“Infelizmente, as pessoas em São Paulo enxergam a Paraíba como um estado que tem muito preconceito com os travestis e homossexuais. Mas, confesso que a cidade me acolheu de forma muito bacana. Eu trabalhei durante 30 dias no Parque do Povo, com um primo, e foi muito bom para mim. Em São Paulo, claro, eu conseguia as coisas com mais facilidade. Mas aqui estou de volta às minhas origens, ao meu passado e isso está me fazendo muito bem. Por isso, vou agarrar essa oportunidade e sei que vou vencer”, contou, emocionada, a nova aluna.

Talita Barbosa, que participou da primeira fase do curso, no ano passado, e foi chamada para atuar na Alpargatas, também atua como assistente de atendimento na Coordenação LGBT da Semas. “A classe LGBT tem muita dificuldade para conseguir um emprego formal e esse projeto tem facilitado o ingresso dessas pessoas no mercado de trabalho. No meu caso, fiquei apenas 2 meses atuando no setor de corte, montagem e acabamento, porque não conseguia conciliar os meus horários com minhas outras ocupações. Mas essa abertura que a empresa tem proporcionado é muito importante”, destacou Talita.

Representando o secretário Valker Neves, da Semas, Rosangela Florêncio da Silva, coordenadora LGBT, destacou que essa é uma oportunidade de fazer uma escuta especializada e dar o devido suporte a esse público. “O melhor de tudo é que, ao final do curso, todos têm uma perspectiva de emprego. Isso é fabuloso”, destacou a coordenadora.

“Desejo que vocês tenham uma importante jornada formativa e que a gente possa ter espaços educativos que favoreçam a sociologia da diferença, a diversidade religiosa, étnica, de gênero. É fundamental que todos tenham esses direitos e que eles possam ser resguardados. Desejo um excelente curso para todos” disse a professora Silvia Regina, gerente de Avaliação Educacional da Seduc, que representou o secretário de Educação, Raymundo Asfora.

Ao final, João Eduardo Cândido, diretor administrativo e financeiro de Secti e da Secretaria de Desenvolvimento (SEDE), que têm à frente a secretária Laryssa Almeida, falou sobre a oportunidade dos alunos nessa nova fase, que terão direito às várias áreas do conhecimento, entre elas, a educação digital.

O diretor do Instituto Alpargatas, Berivaldo Araújo, disse ser importante a presença e participação de todos. “É muito bom ter vocês aqui com a gente e dizer do carinho especial que temos por todos. Somos uma empresa que pode fazer tudo isso acontecer. Mas isso também depende de cada um de vocês. Essa oportunidade pode ser do tamanho do sonho que vocês podem construir e, juntos, vamos transformar vidas”, concluiu Berivaldo Araújo.

Codecom

Compartilhar