Autor: Notícias PMCG

Bruno recebe projetos complementares da Unifacisa para a obra de requalificação do Cine Capitólio

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, recebeu, na manhã desta terça-feira, 22, os projetos complementares para a obra de requalificação do Cine Capitólio, com destaque para a construção do futuro Cinema da Educação do Município. O pacote de projetos – que envolve estrutura metálica, luminotécnico, acústico, relatório de patologia e hidrossanitário – é […]

22/11/2022 21h24 Atualizado há 2 meses

O prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, recebeu, na manhã desta terça-feira, 22, os projetos complementares para a obra de requalificação do Cine Capitólio, com destaque para a construção do futuro Cinema da Educação do Município. O pacote de projetos – que envolve estrutura metálica, luminotécnico, acústico, relatório de patologia e hidrossanitário – é resultado de uma parceria entre a Prefeitura e a Unifacisa, com custo zero para o Município.

Após a apresentação dos projetos por parte de professores e alunos da Unifacisa, os documentos foram formalmente entregues ao prefeito pela reitora daquela instituição de ensino superior, Gisele Gadelha; e pelo chanceler Dalton Gadelha. A solenidade aconteceu nas próprias dependências da Unifacisa.

O prefeito avaliou como extremamente positiva a parceria entre o governo municipal e a Unifacisa, especialmente com os cursos de Arquitetura e Urbanismo e de Engenharia. Por parte do Município, estiveram engajadas na iniciativa as Secretarias de Obras e de Educação, além da Seplan, que articulou a parceria e fez o projeto arquitetônico da obra. Bruno explicou que a iniciativa demonstra a importância das parcerias entre o Município e as instituições privadas.

Bruno lembrou que, após 20 anos de espera, foi possível se superar a parte burocrática, mediante acordo com Instituto do Patrimônio Histórico da Paraíba (Iphaep) e agora concretizam-se os projetos executivos, garantindo que serão preservadas as paredes do Cine Capitólio e, na parte interna, haverá implantação de estrutura metálica no futuro e moderno espaço de cultura e de educação de Campina Grande.

Toda a obra será executada preservando-se o contorno e as características históricas do cinema, que remontam ao início do século XX. “Vamos, assim, devolver um equipamento importante da história local e, agora, com uma nova faceta, pois servirá a mais de 36 mil alunos, muitos dos quais nunca tiveram a oportunidade de ir a um teatro ou cinema”, destacou Bruno, também explicando que o espaço contará com moderna biblioteca e outros equipamentos educacionais.

O prefeito ainda explicou que, com a entrega dos projetos executivos, o próximo passo será a elaboração de toda a parte de orçamento, sendo esta uma responsabilidade da Secretaria de Obras. Logo em seguida, será feito o processo de licitação, entre os meses de dezembro de 2022 a janeiro de 2023, podendo ser assinada a ordem de serviços 90 dias depois. Serão aplicados recursos próprios da Prefeitura de Campina Grande.

Antes do pronunciamento do prefeito, falou a reitora da Unifacisa, Gisele Gadelha. Ela agradeceu pela parceria e disse tratar-se de mais uma “junção de esforços em prol da sociedade”. Em sua visão, a união de esforços vai possibilitar atender demandas sociais, ampliando-se o leque de serviços em benefício da sociedade.

Por sua vez, o chanceler Dalton Gadelha destacou a importância da parceria para viabilizar a “desafiadora restauração de uma das mais importantes áreas históricas, de lazer e cultura de Campina Grande, que tanto serviu a muitas gerações de campinenses”.

Presenças

Os secretários municipais Felix Neto (Planejamento), Gilbran Asfora (Gabinete do Prefeito), Renato Gadelha (Agricultura), Socorro Siqueira (executiva da Educação) e Joab Machado (Obras) acompanharam o prefeito, na reunião.

Estiveram presentes, ainda, os professores da Unifacisa que orientaram os projetos junto aos alunos. O projeto hidrossanitário foi integrado pela professora Renata Travassos, com os alunos Ícaro Sarmento e Francisco Vitor. Já o projeto da estrutura metálica ficou sob a responsabilidade do professor Mário Ribeiro, com os alunos Dimas Araújo e Renan Gomes. O laudo de patologia foi orientado pelo professor Tairone Albuquerque Paz, tendo como aluno Rafael Gomes de Sousa Rolim.

Já o projeto elétrico de baixa tensão teve orientação de Micaele Gomes e orientando Carlos Eduardo. Em relação à arquitetura e urbanismo, o professor responsável é Jean Fechine, tendo como alunos Mônica Pires e Iago Mendes. Também foi desenvolvido o projeto de extensão nos setores luminotécnico/acústico do futuro Cinema da Educação.

Codecom


Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support