Campina Grande empresta conhecimento e tecnologia de trânsito e transportes para Alagoas e Minas Gerais

Consolidada como referência para toda a Paraíba, a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), da Prefeitura de Campina Grande, também está ganhando destaque nacional e emprestando conhecimento para outros Estados. Somente esta semana, a STTP realizou reuniões com representantes de trânsito de Minas Gerais (Empresa de Transportes e Trânsito e Secretaria de Segurança e Prevenção de Belo Horizonte) e Alagoas (Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito de Maceió), interessados em conhecimento e tecnologias desenvolvidas na cidade para melhorias no sistema de trânsito e transportes.

O encontro com os mineiros, de forma virtual, aconteceu nesta terça-feira, 16, enquanto os alagoanos vieram a Campina Grande, nesta quarta-feira, 17, para conhecer o trabalho da STTP presencialmente. Em ambos os casos, as autoridades de trânsito foram recepcionadas pelo superintendente da STTP, Carlos Dunga Júnior, e técnicos dos mais diversos setores da Superintendência, que apresentaram modelos de trabalho baseados em tecnologia e informatização de dados.

Os mineiros entraram em contato com a STTP para conhecer o aplicativo JU.LI.A. (Juntas Livres do Assédio), que em pouco mais de quatro meses realiza quase um atendimento por dia (0.92), na tentativa de combater o assédio e a importunação sexual nos transportes públicos de Campina Grande.

Os alagoanos vieram conhecer o Núcleo de Estudos de Acidentes de Trânsito (NEAT), ferramenta desenvolvida pela STTP que acompanha, em tempo real, os acidentes registrados em Campina Grande. A agilidade permite à STTP garantir medidas que fortaleçam a segurança viária e reduzam sinistros, garantindo a manutenção da vida.

Eles conheceram, também, o aplicativo JU.LI.A., o trabalho de fiscalização, educação e sinalização de trânsito, o Piloto Legal (curso de pilotagem de motocicletas), a Divisão de Controle Operacional de Transportes, a Divisão de Apoio ao Trânsito e o sistema de monitoramento viário da STTP.

O mesmo NEAT já havia sido apresentado, no final do mês passado, a técnicos da Semob, de João Pessoa, que pretendem implementar o sistema de dados na capital paraibana.

Na comitiva alagoana estavam Aldinete Dantas Alexandre, assessora de Educação para Mobilidade; José Glauco de Oliveira Andrade, assessor Especial de Trânsito; Patrick Davis Calado Silva, coordenador do Núcleo de Operação Integrada e Carlos Eduardo Gomes Moura, assessor de Estatísticas de Acidentes de Trânsito.

Codecom

Compartilhar