Com moderna legislação proposta por Romero, Campina ganha destaque nacional em anúncio oficial da TIM

Câmara de Vereadores apoiou iniciativa do Poder Executivo
A operadora de telefonia TIM, aproveitando-se do ambiente do município, que é um dos principais polo tecnológicos do Brasil, está iniciando testes com a internet móvel 5G na faixa de 3,5 GHz em Campina Grande e outras duas cidades do país, Santa Rita do Sapucaí-MG e Florianópolis-SC.

Esse novo destaque nacional de Campina Grande tem tido a ver com a legislação que passou a vigorar na cidade, após o prefeito Romero Rodrigues ter encaminhado à Câmara de Vereadores um projeto que abriu espaço para as empresas investirem pesado no município. O Poder Legislativo aprovou de pronto a proposta.imagemO reconhecimento à qualidade do texto é reconhecido pela própria direção da Tim nacional. O presidente da operadora, Pietro Labriola, fez questão de ressaltar o avanço durante apresentação no Painel Telebrasil 2019.

O foco da empresa é justamente em Cidades Inteligentes, utilizando plataforma de NB-IoT.Os trials são feitos com acesso fixo-móvel (FWA) em parceria com instituições acadêmicas e conta com as três maiores fornecedoras, Huawei, Ericsson e Nokia; distribuídas em cada cidade.

Conquista histórica – Em 2018, por exemplo, com apoio do vereador João Dantas e do então secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação da cidade, Tovar Correia Lima, o prefeito Romero Rodrigues enviou projeto de lei complementar à Câmara de Vereadores propondo a atualização de uma legislação muito importante para o setor das telecomunicações.

A matéria, aprovada pelos vereadores campinenses, tratava da adequação das normas urbanísticas específicas para a instalação de infraestrutura de suporte para antenas e equipamentos de telecomunicações, bem como os respectivos licenciamentos, autorizados e homologados pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações).

A TIM tem licença de uso experimental de 100 MHz de capacidade na faixa de 3,5 GHz por 60 dias, prazo que pode ser prorrogado. O acesso FWA terá também objetivo de possibilitar alternativa para levar acesso fixo por rede móvel, de modo semelhante ao que a TIM já faz com a tecnologia WTTx, mas agora com a maior robustez do 5G.

Em testes realizados na terça-feira, a operadora já atingiu velocidades de 900 Mbps com a tecnologia.

Além disso, a empresa experimenta aplicação de realidade virtual e aguarda a possibilidade de replicar o mesmo teste com carros autônomos que a controladora Telecom Italia executou recentemente.

Em Campina Grande, os testes estão sendo realizados em parceria com o Núcleo Virtus (Núcleo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia da Informação, Comunicação e Automação), da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), e a Nokia.

Fonte: Codecom

Compartilhar