CONCESSÃO DE ÁGUA E ESGOTO Romero revela que uma das condições para empresa vencer disputa é a redução da tarifa em Campina Grande

Em entrevista concedida à Rádio Correio FM, em João Pessoa, na tarde desta quinta-feira, 18, ao explicar o Programa de Manifestação de Interesse (PMI), cujo o objetivo é atrair empresas que desejem participar da licitação da concessão dos serviços de água e esgoto de Campina Grande, o prefeito Romero Rodrigues avisou que a principal exigência do edital será reduzir a tarifa para os consumidores campinenses.

Segundo o gestor, tudo está sendo discutido e já planejado dentro do que estabelece a nova Lei das Licitações, que teve seu texto-base aprovado em junho pela Câmara Federal.imagemRomero adiantou que a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), ligada à Universidade de São Paulo (USP), está sendo contratada para auxiliar tecnicamente a Prefeitura na avaliação das propostas e na formatação do edital.

“Dentre as exigências, nossas prioridades serão a redução da tarifa, a construção de uma adutora direto para Campina, bem como construir uma estação de tratamento dentro da cidade, para que os serviços sejam gerados, inclusive os tributos, no próprio município. Então é a população já deve ficar consciente que, se der certo, a tarifa de serviços de água e esgoto será reduzida”, detalhou o prefeito.imagemQuestionado sobre a possibilidade de a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba participar do processo licitatório, uma vez que a empresa pertencente ao Governo do Estado segue operando na cidade, Romero Rodrigues deixou claro que nada impede a entrada da Cagepa no “pregão”.

“Embora esteja com sua concessão vencida desde 2014 e permaneça operando, a Cagepa poderá participar normalmente da licitação, inclusive tendo preferência em caso de igualdade na proposta apresentada com alguma empresa privada”, pontuou.

Saúde – Na oportunidade, o prefeito Romero Rodrigues anunciou que a partir desta sexta-feira, 19, os servidores efetivos da Secretaria de Saúde estarão recebendo a primeira parcela do 13º salário.

A ação, segundo Romero, assim como a atualização do pagamento das demais folhas dos prestadores da Pasta, foi possível após a Prefeitura conseguir destravar recursos de emendas impositivas com o Governo Federal.

Fonte: Codecom
COMPARTILHE