Bruno garante que Saúde tem sido prioridade no seu governo e reafirma compromisso em defender os interesses de Campina Grande

A grande meta administrativa do governo municipal será tornar Campina Grande uma referência nos serviços públicos, especialmente no campo da saúde. Foi o que garantiu, na tarde desta segunda-feira, 3, o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima, em entrevista ao Programa Correio Debate, da Rádio Correio FM. Segundo Bruno, a prioridade é a vida das pessoas, sobretudo em decorrência da luta contra a crise sanitária gerada pela pandemia do novo coronavírus.

Conforme o prefeito campinense, os investimentos do atual governo já vêm sendo destinados, prioritariamente, em favor da atenção básica à saúde. Em sua visão, os cidadãos precisam ser atendidos em centros e postos de saúde bem equipados e que contem com equipes completas de profissionais, tais como médicos, dentistas e enfermeiros.

Como parte desse esforço, Bruno Cunha Lima lembrou a recente convocação de 169 profissionais de saúde, aprovados em concurso público realizado pela prefeitura campinense. Ele informou que cerca de 80% dos aprovados no concurso estarão atuando em postos de saúde, no atendimento direto aos segmentos sociais mais carentes em todos os bairros da cidade.

Já em relação especificamente à pandemia do novo coronavírus, Bruno destacou que a cidade continua cumprindo o seu papel, oferecendo o máximo de assistência à população campinense, como também às pessoas oriundas de uma vasta macrorregião, integrada por 69 municípios da Paraíba, como também de outros Estados.

Ele destacou que, em momento algum, a rede hospital de Campina Grande colapsou durante mais de 14 meses de pandemia, sendo, por isso mesmo, um referencial para o combate e tratamento da doença. Lamentou, porém, divergências com o governo do Estado em relação aos números, quantitativo de vacinas e métodos de enfrentamento à pandemia.

Postura de cobrança legítima
O prefeito também mostrou-se insatisfeito quanto à falta de apoio do governo estadual para o envio de respiradores e outros recursos em favor dos pacientes da covid-19, lembrando que, em contrapartida, o apoio do governo federal tem sido efetivo e parceiro no socorro às vítimas do novo coronavírus em Campina Grande, agradecendo o empenho do Ministério da Saúde.

Neste contexto, Bruno garantiu a manutenção da sua posição de cobrança de ações mais efetivas do Estado em favor da cidade.

“É preciso o governo do Estado analisar a realidade de cada cidade, de acordo com o seu perfil. Não queremos viver em pé de guerra, mas sempre vamos defender a cidade tendo como postura o bom diálogo. Queremos tão somente ser ouvidos. Não agimos como rebeldia, mas com a disposição de quem almeja ser visto com respeito pelo fato de Campina Grande ser a mais importante cidade do interior paraibano”, afirmou.

Codecom

Compartilhar