Dia da Árvore em Campina Grande é celebrado com distribuição de mudas e plantio em escolas e parques

O dia 21 de setembro ficou estabelecido como o Dia da Árvore no Brasil, coincidindo com a chegada da primavera no Hemisfério Sul do planeta, e a Prefeitura de Campina Grande, através do programa Mina Árvore, celebrou a data com a distribuição de dezenas de mudas num supermercado da cidade e plantio em várias escolas da rede municipal e privada, buscando incentivar a educação ambiental desde cedo.

A Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente de Campina Grande-Sesuma, desde 2013, desenvolve um trabalho ambiental de produção de mudas dentro do Projeto Minha Árvore, idealizado pela Coordenadoria do Meio Ambiente e no seu viveiro tem produzido anualmente mais 30 mil mudas de diferentes espécies artesanais ou frutíferas que, uma média de 3 mil por mês.

Além do plantio nas escolas Padre Antônio, Colégio Locomotiva Baby, Escola Municipal Félix Araújo, a Coordenadoria do Meio Ambiente, também fez distribuição de mudas para os pais das crianças que estiveram nas unidades de ensino, seus funcionários, e fixou um ponto durante o dia inteiro no Supermercados Bom Que Só, bairro do Catolé.

O secretário Geraldo Nobre Cavalcante, Sesuma, em 2013 idealizou com o então prefeito Romero Rodrigues, a criação do Viveiro Municipal, que fica no bairro São Januário, que chega a produzir 100 mudas por dia, de quase 70 espécie, e nestes quase 10 anos já plantou ou distribuiu mais de 40 mil mudas na cidade, e tem mais de 20 mil à disposição da população. “É um trabalho permanente, e temos recebido do prefeito Bruno Cunha Lima todo apoio e incentivo para continuar arborizando toda a cidade”, disse Geraldo.

O Programa Minha Árvore, foi lançado em 2014, no Parque da Criança e depois chegou às escolas com o objetivo de através das crianças, aumentar a cobertura vegetal do município, consistindo também, na distribuição de mudas com toda população, mudando a paisagem e transformando Campina Grande entre as cidades mais verdes do país.

As coordenadoras do Meio Ambiente, Lilian Arruda Ribeiro, e do programa Minha àrvore, Denise Sena, participaram de todas as atividades no Dia da Árvore e se mostraram satisfeitas com a receptividade e motivação de todos os envolvidos. “ A importância da árvore nas nossas vidas é muito grande daí a necessidade de preservarmos nossas florestas, bosques, pois são elas produzem oxigênio, frutos, retém a umidade do solo, nos dá sombra e água”, explicou Denise.

O Dia da Árvore foi considerado um marco ecológico na conscientização e preservação das espécies arbóreas. Em outros países, também era comemorado com a chegada da primavera, que acontecia em data nem sempre coincidente com o Brasil. Na década de 1960, ficou estabelecido no país que o Dia da Árvore seria comemorado em 21 de setembro, data da chegada da primavera no Hemisfério Norte. A criação da efeméride surgiu da necessidade de conscientizar a população da importância das árvores para o meio ambiente e tem como objetivo defender as florestas contra políticas ambientais questionáveis.

Codecom

Compartilhar