EM BRASÍLIA: Campina Grande é o primeiro Município da Paraíba a aderir ao Programa Cidade Olímpica da Ciência

Com adesão ao programa, estudantes do Ensino Fundamental participarão de cerca de 80 olimpíadas científicas

Em visita ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), o secretário de Educação de Campina Grande, Raymundo Asfora Neto; e a secretária executiva, Socorro Siqueira, efetivaram a adesão do Município ao Programa Cidade Olímpica da Ciência, tornando Campina Grande a primeira cidade paraibana a aderir ao programa, que incentiva a participação maciça de estudantes em olimpíadas científicas. Ainda durante o encontro, os gestores da Educação apresentaram programas de destaque da Rede, que poderão ser implantados em outros municípios do país.

Na foto, o secretário de Educação, Raymundo Asfora Neto; o diretor de Promoção e Difusão da Ciência, Daniel Lavouras; a coordenadora Geral de Popularização da Ciência do MCTI, Silvana Copseski Stoinski;,e a secretária executiva, Socorro Siqueira

Para o secretário Raymundo Asfora Neto, o objetivo da adesão é universalizar a participação dos estudantes em cerca de 80 olimpíadas. “Queremos estimular a participação das nossas escolas, e consequentemente dos nossos alunos, nas mais de 80 olimpíadas que existem no país. Tivemos dezenas de campeões no ano passado, algumas escolas participaram, mas nosso compromisso é universalizar essa cultura na Rede. Por isso formalizamos esse pacto com o Ministério da Ciência e Tecnologia e Inovação”, afirmou.

O diretor de Promoção e Difusão da Ciência, Daniel Lavouras, reconheceu a vocação de Campina Grande na área de Tecnologia da Informação. “Nessa reunião fizemos o credenciamento de Campina Grande no programa (Cidade Olímpica da Ciência), que visa a aumentar a participação de alunos de escolas municipais e estaduais de Campina Grande nas mais diversas olimpíadas do conhecimento, que abrangem várias áreas e incentivam as crianças a continuarem nas carreiras científicas e tecnológicas. Campina tem uma vocação natural para a área de TI (tecnologia da informação) e isso é bem interessante”, afirmou.

Durante sua avaliação, Lavouras falou ainda sobre a possibilidade de implantação de programas da Rede Municipal de Campina Grande, como Uirapuru e Jogada de Mestre, em outros municípios do país. “A gente pode conhecer projetos bem legais como Uirapuru e Jogada de Mestre e, como Ministério, a gente tem interesse em aprender sobre esses projetos para poder quem sabe para levar essas ideias para serem implementadas em outras cidades” destacou.

Durante o encontro, ficou firmado ainda o compromisso de Campina Grande sediar um encontro com gestores da Educação de cerca de 40 municípios da Região Metropolitana, para adesão ao Programa Cidade Olímpica da Ciência.

Reconhecimento

Em outubro do ano passado, a Prefeitura de Campina Grande reconheceu o desempenho de 25 medalhistas em competições nacionais científicas. Estudantes medalhistas na Olimpíada Nacional de Ciências (ONC) e Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) receberam tablets, durante evento voltado aos professores da Rede, no Teatro Municipal Severino Cabral.

Codecom

Compartilhar