Autor: Notícias PMCG

Em um mês o preço da gasolina comum subiu quase 6% em Campina Grande

Como todos os meses o Procon de Campina realiza um levantamento de preços dos seis tipos de combustíveis mais consumidos na cidade. Na última terça-feira, 14, os fiscais do Procon visitaram 60 postos de combustíveis da cidade, na ocasião foi verificado um aumento de preço em quase todos os combustíveis, apenas o gás natural não […]

16/07/2020 11h47 Atualizado há 3 anos

Como todos os meses o Procon de Campina realiza um levantamento de preços dos seis tipos de combustíveis mais consumidos na cidade. Na última terça-feira, 14, os fiscais do Procon visitaram 60 postos de combustíveis da cidade, na ocasião foi verificado um aumento de preço em quase todos os combustíveis, apenas o gás natural não sofreu variação, continua com o mesmo o preço médio do mês anterior, o metro cúbico custando R$ 3,545.  Já o litro da gasolina comum passou de R$ 3,945 para R$ 4,179, ou seja, 5,93%.

Além da gasolina comum, a aditivada aumentou 5,91%, o etanol 4,64%, o diesel comum 5,87% e o maior aumento verificado no preço médio do Diesel S-10, o preço médio do litro deste combustível passou de R$ 3,040 para R$ 3,260 nessa última pesquisa, ou seja, sofreu um aumento de 7,23%. preco-postoAinda de acordo com a pesquisa, o menor preço da gasolina comum encontrado no período foi de R$ 3,980, já o etanol mais em conta custa R$ 2,979 e o diesel-S10 por R$ 3,120.

“A alta de preços infelizmente era esperada e não é uma realidade só de Campina Grande. Segundo o levantamento semanal realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), na última semana o valor médio do litro da gasolina subiu 1,04%, R$ 4,064, o diesel 2,27%, para R$ 3,147 e o litro do etanol teve alta de 1,03%, para R$ 2,737. Reflexo dos recentes reajustes anunciados pela Petrobras, como o reajuste médio de 6% para o diesel vendido em suas refinarias, e 3% para a gasolina. Foi a terceira alta consecutiva no preço do diesel, combustível mais utilizado no Brasil, depois de reajustes de 7% no final de maio e de 8% em meados de junho. Para a gasolina, foi o sétimo aumento seguido, em tendência vista desde o início de maio”, explica Rivaldo Rodrigues, coordenador executivo do Procon de Campina Grande.

O consumidor pode ter acesso à pesquisa completa de preços clicando aqui. https://procon.campinagrande.pb.gov.br/combustiveis-julho-2/

Fonte: Codecom


Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support