Experiência da Assistência Social de Campina Grande é apresentada a outros Países

O Centro de Referência em Assistência Social localizado no Bairro Pedregal, recebeu na segunda (18), as delegações dos países de Chalde, Guiné Bissau e Moçambique, para conhecer de perto o projeto “Atores da Cidadania” desenvolvido pela Associação Solidariedade Internacional (ESSOR – Brasil), em parceria com a Secretaria Municipal da Assistência Social.

“Atores da Cidadania” é um projeto desenvolvido pela ONG Francesa na comunidade do Bairro Pedregal, em parceria com a Semas através do CRAS Pedregal.

A parceria internacional teve início no ano de 2017, a partir de um projeto piloto fortalecendo o trabalho que o Centro de Referência desenvolve com os jovens na comunidade.

São oferecidos para jovens de 15 a 24 anos, cursos de qualificação social e profissional. As capacitações ficam por conta da ESSOR e instituições formadoras, através de parceiros como o SINE Municipal, SESI, IEL e CIEE.

Em 2018, cerca de 172 jovens foram encaminhamos para entrevista de emprego, sendo 30 inseridos no mercado de trabalho. O foco principal do projeto é preparar os jovens que vivem em comunidade vulnerável para enfrentar o mercado de trabalho competitivo, para que tenham oportunidade e um trabalho descente e formal.

Frederic Barbotin, da Associação Solidariedade Internacional destacou que a ONG também desenvolve o trabalho de inserção profissional de jovens no mercado de trabalho em alguns países da África, onde não existe essa parceria de poder público com Instituições não Governamentais. O CRAS Pedregal recebeu a delegação dos países Chalde, Guiné Bissau e Moçambique, para conhecer de perto o trabalho desenvolvido pela Assistência Social dentro da comunidade, como também para apresentar os resultados de sucesso, havendo uma troca de experiência.

“A parceria com a Secretaria da Assistência Social de Campina Grande é muito positiva, agregamos resultados de sucesso. A perspectiva é estender esse trabalho para outros CRAS e Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, fortalecendo a política de assistência no município”, disse o coordenador da ESSOR – Brasil.

Fonte: Codecom

COMPARTILHE