Feira Central de Campina Grande comemora, nesta terça-feira, cinco anos como Patrimônio Cultural Material

Os cinco anos da conquista do título de Patrimônio Cultural Material, para a Feira Central de Campina Grande, foram comemoramos nesta terça-feira (27). O projeto Cultura da Feira levou músicos para se apresentarem no palco do Mercado Central pela manhã.

Jales Franklin e Trio Estrela Musical mostraram seus trabalhos artísticos. Também estiveram presentes a pesquisadora Giovanna Aquino e o presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Hugo da Costa. A secretária de Cultura, Giseli Sampaio, esteve presente e falou sobre a importância do momento.

“Com o Cultura da Feira, que é um projeto contínuo, nós podemos evidenciar toda a representatividade que a Feira Central possui dentro de tudo aquilo que Campina Grande é hoje. A Feira é nosso berço, é a identidade de todo um povo, e garantir ações efetivas na Feira Central é mais uma ação que salvaguarda nossa história e cultura”, afirmou Giseli.

Já o diretor da Feira, Agnaldo Batista, também esteve no local e agradeceu pela ação cultural que levou animação para os feirantes e visitantes.

“Enquanto gestor da Feira Central, a responsabilidade aumenta quando ela se torna patrimônio cultural do Brasil. Mesmo ainda mantendo algumas dificuldades, a Feira continua viva, não só no cenário da cidade e da Paraíba, mas em todo o país”, comentou.

Ele lembrou que a atividade desta terça foi para dar mais vida Feira. “Nós estamos agora com duas ações efetivas dentro da Feira, uma é esse projeto Cultura da Feira, que a Secult desenvolve. A outra é a lan house social, um novo projeto da Secretaria de Ciência e Tecnologia que beneficia só feirantes. A gente agradece a essas iniciativas e fica esperando que outras secretarias possam nos assistir com outros projetos”, concluiu.

Codecom

Compartilhar