INCLUSÃO: Prefeitura de Campina Grande promove palestra sobre TDAH para gestores das escolas e creches do Município

A Prefeitura de Campina Grande, por meio de uma parceria entre a Secretaria de Educação (Seduc) e a Rede de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu, na manhã desta terça-feira, 09, no anexo da Seduc (Clube da Bolsa), uma palestra sobre o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), para gestores das escolas e creches da Rede Municipal de Educação.

Com o tema “Conhecendo o TDAH”, o evento é parte da programação da Semana Nacional de Conscientização do TDAH. Na ocasião, foram ministradas palestras com foco na temática, abordando os impactos na vida acadêmica, profissional e socioemocional das crianças com o transtorno. A formação foi conduzida pela psicóloga Elaine Alves e pela fonoaudióloga Paula Campos.

O secretário de Educação, Raymundo Asfora Neto, atentou para a importância do trabalho em torno da pauta, tendo em vista a necessidade de diminuição dos impactos negativos no processo educacional.

“Com relação ao TDAH, a Seduc vem se posicionando no sentido de conscientizar para o diagnóstico e o tratamento. Porque os transtornos de déficit de aprendizagem não incapacitam as crianças de desenvolverem o seu potencial, desde que sejam diagnosticados e tratados”, acentuou Asfora.

A coordenadora da Saúde Mental de Campina Grande, Lívias Sales, presente na ocasião, fez referência à necessidade de compreensão a respeito do assunto e citou a importância do diagnóstico.

“Antes da discussão a respeito do tema, a criança era conhecida como inquieta, desinteressada e hoje temos a noção de que o TDAH é um transtorno que pode impactar a vida escolar. É importante fazer a releitura e quebrar estigmas. É uma avaliação complexa, que envolve as famílias e as instituições de ensino também”, considerou Lívia.

Maria Joselma, coordenadora do Centro de Atendimento a Crianças com Transtornos de Aprendizagem (Cacta), afirmou estar satisfeita com a iniciativa e fez destacou a parceria necessária entre os entes envolvidos com a Educação.

“Fico feliz em ver essa parceria acontecendo. O momento é de psicoeducação, de termos subsídio para ajudar as pessoas. Essas conversas são importantes para fazer dos nossos gestores, também parceiros”, ponderou.

Codecom

Compartilhar