NOTA: Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192)

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Campina Grande informa que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU – 192) vem enfrentado dificuldades na execução do trabalho nesta segunda-feira, 26, uma vez que o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes tem retido as macas de pacientes das ambulâncias.

De acordo com a Direção do SAMU-CG Regional, um total de dez macas ficaram retidas na unidade hospitalar, o que impossibilita as ambulâncias de seguirem prestando atendimento para outros pacientes. A direção do hospital justifica que, a retenção acontece em função de uma superlotação de pacientes por causa do alto número de acidentes no final de semana.

Para buscar solucionar o problema, a Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou algumas macas das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para as ambulâncias, enquanto o Hospital de Trauma soluciona este problema da retenção dos equipamentos na unidade hospitalar.

O problema afetou também a Central de Transferências do Município, visto que, três das quatro ambulâncias usadas para remoções, transferências e altas hospitalares de pacientes estão no aguardo do retorno das macas que ficaram retidas no Hospital de Trauma.

Com essas circunstâncias, o tempo de atendimento para cada ocorrência do SAMU aumentou. A Secretaria de Saúde reconhece a dificuldade enfrentada pelo Trauma, mas vem a público esclarecer os acontecimentos para informar à população o real motivo pelo prejuízo no serviço de qualidade prestado pelo SAMU.

Compartilhar