Novo tomógrafo começa a funcionar no Hospital Municipal Pedro I

Nesta semana a Secretaria de Saúde de Campina Grande iniciou o funcionamento do novo aparelho de tomografias do Hospital Municipal Pedro I. O investimento foi de aproximadamente R$ 1 milhão com recursos próprios. O tomógrafo tem capacidade de realizar até 1 mil exames por mês.
Antes de iniciar a operação com o equipamento, o hospital realizou um treinamento com quatro profissionais e adaptou a estrutura da sala para a instalação da máquina. Inicialmente, serão realizados 400 exames por mês, que devem ser ampliados, gradativamente, até chegar a 1 mil procedimentos mensalmente.imagemO aparelho, da marca Canon, é um dos mais modernos do mercado, com tecnologia para escanear o corpo inteiro do paciente, com mais rapidez e conforto, além de apresentar resultados ainda mais precisos.O novo equipamento deve ampliar a capacidade de realização de tomografias de Campina Grande. De janeiro a outubro deste ano, a cidade realizou mais de 4 mil procedimentos, através de clínicas particulares da rede complementar ao Sistema Único de Saúde (SUS).

“Essa aquisição que fizemos vai fazer com que a demanda seja mais rapidamente atendida. A tomografia é um exame muito importante e esse novo tomógrafo dá uma tranquilidade para o município com relação a esse tipo de procedimento”, avaliou o diretor de Planejamento da Secretaria de Saúde, Eurivaldo Araújo.imagemA implantação do tomógrafo consolida o serviço do Hospital Municipal Pedro I, referência em exames de imagem em Campina Grande. Dos mais de 40 mil procedimentos realizados anualmente na unidade, mais de 25 mil são exames.

O Pedro I, mais antigo hospital da cidade, foi municipalizado em 2013. Desde então, a gestão do prefeito Romero Rodrigues vem investindo na unidade. Também foram instalados dois mamógrafos, que ampliaram a capacidade de realização de mamografias.

Além disso, o hospital também retomou a realização de cirurgias eletivas e ganhou o Pedro I Especialidades, que oferta consultas com especialistas. A unidade também recebeu o serviço de telemedicina, no qual os pacientes das Unidades Básicas de Saúde se consultam com médicos especialistas do Pedro I através de chamada de vídeo. E teve ainda a abertura do serviço de saúde bucal para pessoas com deficiência.imagem

Fonte: Codecom
COMPARTILHE