Prefeitura de Campina Grande avança no Projeto de Hortas Comunitárias e beneficia instituições sociais e escolas da Rede Municipal

A Secretaria de Agricultura de Campina Grande (Seagri), desenvolve o projeto social de hortas urbanas. Este esforço destina-se a oferecer reforço alimentar aos alunos da Rede Municipal de Ensino e pessoas assistidas por instituições filantrópicas, a exemplo da Casa da Criança Dr. João Moura, Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Abrigo dos Venezuelanos, Creche Valniza Borborema e Instituto São Vicente de Paulo.

O projeto é acompanhado por uma equipe disponibilizada pela Seagri, sendo integrada por engenheiros agrônomos e técnicos. Os técnicos visitam, semanalmente, as hortas para observar o desenvolvimento da produção, além de orientar as pessoas como proceder com os cuidados necessários para uma colheita ainda mais abundante. Parcialmente interrompido ao longo dos últimos dois anos, por causa da pandemia da covid-19, o projeto “Hortas Urbanas” retomou suas atividades na produção do tomate cereja, coentro, alface, berinjela, rúcula, cebolinha, couve, couve-flor, milho, feijão, fava e pimentão.

Parte dos produtos cultivados e colhidos na Casa da Criança Dr. João Moura, por exemplo, se destina ao complemento alimentar das 287 crianças ali matriculadas, além dos 53 funcionários, entre professores e pessoal de apoio educacional e funcional. Já a produção excedente, é comercializada entre os fiéis que semanalmente participam das atividades religiosas na instituição. O dinheiro arrecadado se destina às necessidades da própria horta, para viabilizar o aumento da produção.

Com esta iniciativa, a Seagri está fortalecendo a parceria já existente com as Secretarias Municipais de Educação (Seduc) e da Assistência Social (Semas). O secretário da Agricultura, Renato Gadelha, destacou que a experiência tem sido positiva, alcançando os objetivos também traçados pelo prefeito Bruno Cunha Lima.
Destacou a importância da meta de se oferecer meios necessários à criação e manutenção de iniciativas de relevância social, melhorando a qualidade de vida de cada cidadão beneficiado por meio de uma alimentação orgânica.

Devido ao êxito da iniciativa, o projeto de hortas será estendido, brevemente, a várias outras escolas, creches municipais e instituições filantrópicas de Campina Grande.

Codecom

Compartilhar