Prefeitura estuda criação de Comitê Estratégico de Inteligência de Campina Grande

Uma reunião entre o secretário e Planejamento de Campina Grande, Felix Araújo Neto, a coordenadora do Instituto Nacional do Semiárido (INSA), Mônica Tejo, e o professor da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), Camilo Farias, realizada na quarta-feira (1º), desenhou a criação de um Comitê Estratégico de Inteligência para Campina Grande. De acordo com Felix, essa maior proximidade com as Instituições de ensino e pesquisa da cidade é uma determinação do prefeito Bruno Cunha Lima, com o objetivo de planejar a cidade pelas perspectivas do poder público, das universidades e, também, da iniciativa privada.

Secretário de Planejamento dialoga com o INSA e a UFCG para criação de um escritório de oportunidades focado na captação de recursos para projetos

“O que estamos construindo juntos é a criação de um Comitê Estratégico de Inteligência para Campina Grande, com a finalidade de criar um escritório de oportunidades focado na captação de recursos para execução de projetos na cidade”, explicou o secretário.

Ainda de acordo com Felix Neto, a criação do Comitê será, inicialmente, um teste piloto, para definir a estratégia dessa estrutura para os próximos anos e não vai gerar custos para o município. “Não haverá custo nenhum para a gestão. Ao contrário, estaremos com pessoas experientes na captação de recursos e buscaremos as oportunidades junto ao Governo Federal, ao Governo Estadual, como também junto à iniciativa privada”, destacou.

A ideia é viabilizar a execução de projetos nas mais diversas frentes, desde a recuperação de espaços públicos, defesa do patrimônio histórico, até a questão tecnológica e os avanços com o Observatório de Campina Grande. “Tudo isso passa, evidentemente, por uma discussão de PPPs [Parcerias Público-Privadas]. Queremos, sobretudo, abrir oportunidades para que as pessoas apresentem seus projetos em benefício da cidade”, ressaltou o secretário de Planejamento, Felix Araújo Neto.

Codecom

Compartilhar