Autor: Notícias PMCG

Romero acompanha transferência de 20 pacientes do Pedro I para o Hospital Municipal de Campanha Dr.Virgílio Brasileiro

Unidade de apoio no bairro de São José dispõe de 42 leitos e 23 respiradores O prefeito Romero Rodrigues acompanhou, no início da noite deste sábado, 30, a transferência de 20 dos 52 pacientes que estavam internados em leitos de UTI e enfermaria, do Hospital Pedro I, para o Hospital de Campanha Dr. Virgílio Brasileiro. […]

31/05/2020 8h39 Atualizado há 3 anos

Unidade de apoio no bairro de São José dispõe de 42 leitos e 23 respiradores

O prefeito Romero Rodrigues acompanhou, no início da noite deste sábado, 30, a transferência de 20 dos 52 pacientes que estavam internados em leitos de UTI e enfermaria, do Hospital Pedro I, para o Hospital de Campanha Dr. Virgílio Brasileiro.

Ao lado do secretário de Saúde, Filipe Reul, Romero Rodrigues destacou a importância do Hospital de Campanha no enfrentamento à Covid-19. “A cidade está apresentando uma curva crescente dos casos confirmados. Graças ao planejamento da Prefeitura, podemos contar com esta unidade e vamos conseguir salvar mais vidas aqui”, afirmou.

O “Dr. Virgílio Brasileiro” funciona no complexo hospitalar do Pedro I e conta com 42 leitos, sendo 23 com respiradores. A unidade funciona onde a Prefeitura estava construindo a Central Municipal de Hemodiálise. Após a pandemia do novo coronavírus, o prédio voltará a ser utilizado para o tratamento de pacientes renais.

Com o novo Hospital de Campanha, somente no complexo do Pedro I são 138 leitos exclusivos para a Covid-19 em Campina Grande, que é também referência no atendimento dos casos da doença para 69 cidades paraibanas. O município ainda conta com outros 157 leitos distribuídos em hospitais das redes pública e privada.

Novos leitos privados

Segundo Filipe Reul, além dos leitos do Hospital de Campanha, a Prefeitura ainda pretende ampliar a capacidade de atendimentos para Covid-19 no SUS, com a ativação de mais 45 leitos no Hospital da Clipsi e nove no João XXIII. “No João XIII a estrutura já está pronta e agora vamos aguardar o fechamento das escalas médicas. A unidade será nossa referência para pacientes renais que necessitem de hemodiálise”, explicou o secretário.

Fonte: Codecom


Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support