Romero garante intensificar ações de prevenção ao coronavírus e diálogo permanente com o MP para reabertura do comércio

As ações de prevenção, conscientização e de combate ao coronavírus em Campina Grande serão intensificadas, além de realizados entendimentos junto aos Ministérios Públicos Federal, Estadual e do Trabalho, objetivando a abertura gradual do comércio da cidade. Foi o que informou o prefeito Romero Rodrigues, na manhã desta segunda-feira, 20, à Rádio Correio FM.

Segundo Romero Rodrigues, na manhã desta segunda-feira tem início a nova etapa de implantação de lavatórios, higienização de áreas públicas e a distribuição de máscaras nas áreas de maior movimentação da cidade, a exemplo das filas formadas em frente a agência central da Caixa Econômica Federal. Vale ressaltar que está proibido, a partir de agora, o acesso de pessoas que querem receber o chamado auxilio emergencial às agências bancárias sem o uso de máscara. imagemDesde a semana passada, a Prefeitura tinha iniciado à distribuição de 500 mil máscaras na cidade, priorizando as filas quilométricas em frente às agências da Caixa. Além disso, nesta segunda, instalou lavatórios na agência da CEF da rua Epitácio Pessoa, no Centro da cidade.

O prefeito destacou, também, que o governo municipal está consolidando, cada vez mais, a estruturação do Hospital Municipal Pedro I, que é referência para pacientes acometidos pelo coronavirus. Ele informou, inclusive, que já dispõe de 40 respiradores, equipamentos fundamentais para o tratamento e recuperação da saúde das vitimas da Covid-19.

Sobre a possibilidade de reabertura do comércio, o prefeito manifestou-se favorável a firmar um termo de ajustamento de conduta com a meta de se abrir de forma gradual, controlada e experimental a atividade econômica, ponderando que tal processo deverá ter o apoio e acompanhamento do MP, com parâmetros para o funcionamento do comércio ou, se for necessário, para um novo fechamento das lojas da cidade.

Neste contexto, o prefeito manifestou total apoio à liberação de mais alguns segmentos do comércio, a partir desta segunda-feira, a exemplo de óticas, lojas de equipamentos de saúde e concessionárias de veículos, conforme decreto estadual.

Reaberturas viáveis – Em sua visão, segmentos como os salões de beleza poderiam ser reabertos, desde que fosse realizado o devido agendamento, evitando-se aglomerações. O mesmo poderia ser feito quanto aos escritórios de contabilidade, além de outras atividades que podem ser realizadas com o emprego de vídeo conferência e demais recursos tecnológicos.

Ele, contudo, não acha ainda oportuna a abertura de academias esportivas e parques, shoppings com sistema de ar condicionado central, como também as atividades religiosas, que devem aguardar um pouco mais por conta da necessidade de isolamento.

Romero Rodrigues lembrou que as atividades das escolas municipais continuam suspensas até que se tomem novas decisões. Ele pediu a compreensão de todos para o isolamento, pois a meta é fazer o retorno de forma gradual e responsável.

Fonte: Codecom
COMPARTILHE