Autor: Notícias PMCG

Secretário de Educação apresenta proposta de protocolo setorial para ensino híbrido

O secretário de Educação Rodolfo Gaudêncio participou, na manhã desta quinta-feira, 13, de uma sessão remota com a Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG). Na ocasião, foi apresentada a proposta de protocolo setorial para o início do ensino híbrido municipal, com retorno presencial gradual e progressivo nas unidades educacionais. O documento já foi apresentado ao […]

13/08/2020 14h27 Atualizado há 2 anos

O secretário de Educação Rodolfo Gaudêncio participou, na manhã desta quinta-feira, 13, de uma sessão remota com a Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG). Na ocasião, foi apresentada a proposta de protocolo setorial para o início do ensino híbrido municipal, com retorno presencial gradual e progressivo nas unidades educacionais. O documento já foi apresentado ao Ministério Público, Ministério Público do Trabalho e Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino de Campina Grande (Sinepec).

A sessão foi presidida pelo vereador Teles Albuquerque e contou com a participação dos demais vereadores na realização de questionamentos sobre o plano. Na ocasião, Rodolfo Gaudêncio detalhou que a proposta apresentada trata-se de uma minuta de documento que está sendo discutida com todos os setores envolvidos na Educação. proto“É importante deixar claro que acontecendo ou não o retorno neste momento, a Secretaria de Educação está realizando a construção desse documento virando a segurança de alunos e servidores. Entendemos que há uma precaução para o retorno das aulas presenciais, mas a proposta de protocolo setorial está sendo discutida para que, no momento oportuno, tenhamos o retorno das aulas nas escolas com a validação da Secretaria de Saúde e observando os índices epidemiológicos da nossa cidade”, ressaltou.

Durante a sessão virtual, os vereadores elogiaram a forma como a Secretaria de Educação organizou o trabalho administrativo remoto, além da distribuição dos kits de merenda escolar feita às famílias dos alunos. protoco“Tão logo a situação de pandemia foi declarada, defendemos o isolamento das nossas crianças, mesmo naquela época a Covid se apresentando como algo ainda sem norte. Nesse sentido foi possível a interrupção das aulas presenciais – em 17 de março, e tão logo se deu a interrupção, a secretaria começou a compreender a situação e o que era possível realizar dentro da nossa realidade. Realizamos a regulamentação das atividades à distância levando em consideração a nossa realidade. Não poderíamos ter apenas uma plataforma, mas também era necessária uma organização dessa plataforma para uso.Encaminhamos portaria para o conselho avaliar essas normativas e estipulamos um monitoramento e levantamento das ações empreendidas, assim como o calendário das atividades realizadas”, disse.

Rodolfo Gaudêncio ressaltou ainda o trabalho que continua sendo feito em relação à continuidade da formação dos profissionais da Seduc. “Acho que temos muito a fazer. Embora num ambiente de pandemia, adotamos sistema de trabalho remoto e sou grato pela equipe que possuo e pelas pessoas que estão trabalhando com as formações de professores – já são mais de 40 neste período. E percebe-se que hoje estamos integrados com professores e alunos”, avaliou.

Fonte: Codecom


Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support