Secretário de Saúde reconhece papel das recepcionistas das UBS e pede empenho na marcação de exames e consultas

O secretário de Saúde de Campina Grande, médico Gilney Porto, concedeu entrevista à Rádio Caturité na manhã desta sexta-feira, 19, em que destacou o papel das recepcionistas das Unidades Básicas de Saúde, reconhecendo a importância da função no funcionamento da Atenção Primária à Saúde. Ele também solicitou a participação efetiva desses profissionais no processo de cadastramento dos cidadãos no programa Saúde de Verdade e apoio no agendamento de consultas e exames das pessoas que tiverem dificuldade com o teleagendamento.

De acordo com o secretário, a partir da próxima semana começa uma nova etapa do programa Saúde de Verdade, com teleagendamento de consultas de especialistas, bem como marcação de exames e outros procedimentos, através do novo sistema informatizado, em substituição ao Sistema de Regulação (Sisreg), modelo utilizado anteriormente.

Gilney Porto explicou que todas as equipes da Estratégia de Saúde da Família foram capacitadas para atuar com o novo sistema, que vai acelerar a marcação de consultas e exames e otimizar a oferta desses procedimentos para a população. De acordo com o secretário, as recepcionistas são as responsáveis por fazer o cadastramento dessas pessoas no programa e, em caso de dificuldade da população em utilizar o sistema automatizado, elas devem ajudar na marcação, exercendo um papel fundamental no processo.

“Nós capacitamos as recepcionistas para ajudar as pessoas a se cadastrarem e a marcarem os procedimentos, é papel desses profissionais. A função da recepcionista é marcar a consulta do cidadão e ela foi treinada para cadastrar no programa”, disse. O secretário esclareceu que essas atribuições estão previstas para o cargo de recepcionista e que foi criado um Plano Operacional do Programa para auxiliar neste trabalho.

Além do novo sistema, Gilney Porto anunciou que já começaram a ser realizados os testes para a entrega de medicamentos, fraldas geriátricas e insulina para pacientes em casa, serviço atrelado ao programa, e que 15 unidades serão reformadas dentro do eixo de restruturação dos prédios, um dos pilares do Saúde de Verdade.

Codecom

Compartilhar