Seduc investe em formação para cozinheiras escolares durante o mês de janeiro

Dentre os conteúdos ofertados, estão novas receitas para a rotina alimentar dos estudantes

A Prefeitura de Campina Grande, através da Secretaria Municipal de Educação, iniciou um processo de formação para as cozinheiras escolares da Rede no último dia 5 de janeiro. As aulas acontecem às quartas-feiras do mês, nos turnos da manhã e da tarde,no auditório do CEPACS, que fica localizado na rua Sebastião Donato, 311, Centro.

Ao todo, são 60 profissionais que participam de cursos, como recebimento de matéria prima; armazenamento de alimentos; controle de estoque; nova resolução do PNAE: principais mudanças para as creches para cozinheiras de escolas da Rede Municipal de Educação, além de novas receitas para enriquecimento do cardápio de todas as unidades escolares do município.

De acordo com o secretário da pasta da Educação, Raymundo Asfora Neto, a qualidade na oferta da alimentação para as crianças e adolescentes da rede municipal é uma das prioridades da gestão.

“Os nossos estudantes merecem todo o respeito e a merenda escolar é um dos pilares da boa educação. Uma criança ou um adolescente bem alimentado, além de boa saúde, tem um rendimento muito maior no quesito educação. Portanto essa é sim uma das nossas prioridades”, ponderou Asfora.

O secretário acrescentou ainda que a valorização dos servidores da Rede também é outro ponto de destaque na referida discussão, sendo este, um investimento necessário para o momento.

“Há dois pontos importantes a serem abordados neste aspecto. A formação desses profissionais, que é fundamental para o crescimento individual e coletivo das equipes. E a manutenção dos contratos dos mesmos, que durante o mês de janeiro, anteriormente, ficavam desamparados nesse aspecto. Então a iniciativa deste nosso projeto atende diversos aspectos fundamentais”, pontuou o chefe da pasta.

Renovação de cardápio

Dentre os conteúdos ofertados pelo projeto de formação das cozinheiras, estão as aulas de gastronomia, que ministram novas receitas para as profissionais, a fim de enriquecer o cardápio de merendas ao longo do ano.

A nutricionista da Rede de Educação de Campina Grande, Ana Gabriela Guedes, fez referências técnicas à importância de inovar o cardápio dos estudantes, tendo em vista a necessidade de promover a alimentação saudável para este público.

“As mudanças no cardápio cumprem a nova resolução do PNAE e promovem não apenas a segurança alimentar, mas dão a oportunidade dos nossos estudantes terem uma alimentação saudável, rica em funcionalidade e propriedades fundamentais. Temos, por exemplo, receitas que incluem a soja na rotina alimentar das crianças e adolescentes, uma opção saudável e rica”, considerou a nutricionista.

Codecom

Compartilhar