Autor: Notícias PMCG

Segurança no Parque do Povo, durante O Maior São João do Mundo, terá 200 câmeras de monitoramento, integradas ao Centro Integrado de Comando e Controle

O sistema de segurança para O Maior São João do Mundo, foi testado, na última terça-feira, pelas equipes da Arte Produções e da Proxxima.

25/05/2023 14h57 Atualizado há 4 dias

Sempre preocupada com a pauta de segurança n’O Maior São João do Mundo, a Arte Produções, em parceria com a empresa Próxxima, realizou na última terça-feira, 23, o teste das câmeras de monitoramento que estão interligadas ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

As imagens das câmeras, que estarão espalhadas por todo o Parque do Povo, vão direto para CICC, auxiliando na execução dos trabalhos de prevenção e repressão qualificadas, realizados pelos órgãos operativos de Segurança Pública.

Conforme Felipe Tavares, analista de redes da Próxxima, serão 200 câmeras ao todo, colocadas estrategicamente por todo o Parque do Povo. Deste número, 16 são câmeras de reconhecimento facial de alta definição, em que as imagens são transmitidas em tempo real para o CICC, além de nove speed dome – dispositivo robusto para monitoramento de áreas localizadas a grandes distâncias, que capta e processa imagens de alta qualidade para locais que necessitem de clareza e riqueza de detalhes.

Todo esse equipamento vai auxiliar as Forças de Segurança no monitoramento do Parque do Povo, durante os 32 dias de festa, garantindo tranquilidade aos comerciantes e forrozeiros que aguardam ansiosamente pela edição histórica de 40 anos.

Mais internet

Outra novidade promovida pela Arte Produções, em parceria com a empresa Próxxima, é a conexão de internet robusta, onde vários pontos wireless com wi-fi foram instalados.

Na edição deste ano, foram instalados três links de redundância, com rádios profissionais, dividindo as redes wi-fi por setor. Haverão redes wi-fi distintas específicas para os barraqueiros, para o público em geral, para os camarotes, para as câmeras de segurança, e para a polícia.

Com as redes distintas para cada setor, evita-se problemas de conexão que possam vir a atrapalhar o andamento das vendas pelos comerciantes, além de não prejudicar o trabalho das Forças de Segurança Pública, que usam as imagens das câmeras espalhadas pelo Parque do Povo na repressão e prevenção de crimes.

Codecom


Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support