Semas promove Pit Stop da campanha 18 de Maio

Seminário, panfletagem e pit stop estão entre as atividades realizadas durante todo este mês, em alusão ao 18 de Maio, Dia Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes.

As ações são promovidas pela Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Conselho Municipal em Defesa da Criança e Adolescente e as instituições que compõem a Rede de atendimento a criança e adolescente (REDECA).

Na manhã desta quarta-feira, 23, foi realizado Pit Stop nos principais semáforos da cidade, na avenida Canal, próximo à Caixa Econômica Federal, avenida Brasília, nas imediações do supermercado Extra, Praça da Bandeira, bifurcação da avenida Almeida Barreto e na Floriano Peixoto. Foram entregues sacolas automotivas, para que sejam utilizadas como lixeiras. As mobilizações estão sendo realizadas com o intuito de conscientizar a sociedade no sentido de alertar aos crimes desta natureza.

Segundo Renata Andrade, presidente do Conselho Municipal em Defesa da Criança e Adolescente, já são 18 anos de campanhas realizadas na cidade de Campina Grande. Desde o “Caso Araceli” são realizados mobilizações de enfretamento e combate à exploração sexual de crianças e adolescentes.

“No combate contra a exploração sexual infantil recebemos uma demanda bastante expressiva. São crianças que têm o direito violado, trazendo prejuízos futuros para a vida dos cidadãos em formação”, relatou Renata.  Vale ressaltar que a denúncia pode ser realizada de forma anônima, através do disque 100.

18 de maio – O 18 de Maio marca o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data ficou conhecida pelo “Caso Araceli”, onde em 18 de Maio de 1973 uma menina, com apenas 8 anos de idade foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada no Espírito Santo. Os seus agressores, jovens de classe média alta, nunca foram punidos. O silencio e a falta de aplicação da Lei marcaram o caso.

Fonte: Codecom
COMPARTILHE