Terça-feira também é dia de muita animação no Maior São João do Mundo

Além das atrações religiosas, que se apresentaram no palco principal do Parque do Povo, a festa rolou solta nas Palhoças e no Arraiá Hilton Mota nesta terça-feira, 25 de junho. Famílias passearam pelo Arraiá e acompanharam o show no Palco Ipiranga, como é o caso de Suilane Martiniano, 27 anos, que mora em João Pessoa e é assídua participante do São João campinense. Enquanto esperava sua mãe passear no trenzinho, ela acompanhava o show ao lado do namorado. “Eu acho que já estive umas dez vezes, neste ano. Dias como o de hoje é bom para passear com a família, comer nas barracas e aproveitar a paz”, disse.imagemMesmo sendo uma terça-feira, após o feriado de São João, as barracas do Parque do Povo estavam com muitos clientes. Já nas calçadas, crianças passeavam e esperavam para brincar na roda gigante e no trenzinho.imagemEntre essas crianças estava Otaviano Henrique, de 7 anos, do município de Queimadas, que todo feliz contou que passou nas provas e, por isso, a mãe o trouxe para o passeio. Sua mãe, Nayara Cordeiro, falou sobre a animação do filho “Hoje é também o aniversário dele e é a primeira vez que ele está indo em uma roda gigante na vida, aqui, no São João de Campina”, falou.imagemDe fato, muitas primeiras vezes acontecem no Quartel General do Forró. Vanuza Ferreira, 44 anos, moradora do Distrito Federal, conta que essa é a primeira vez que participa do Maior São João do Mundo e também a primeira vez em aproveita para dançar em uma palhoça.
imagem“Achei a Palhoça Zé Bezerra muito animada. Esses forrós requintados a gente nem sabe dançar, mas o forró das palhoças é lentinho, dançamos devagarzinho”, ressaltou. Seu marido, José Raimundo, 50 anos, gostou bastante dos festejos do Maior São João do Mundo e disse que pretende voltar mais vezes e trazer mais gente com ele.imagemHá também aqueles que sempre estão em Campina Grande, nesta época do ano, mas sempre encontram um novo olhar para a festa. É o caso de Leyse Linhares, 34 anos, de Natal, Rio Grande do Norte, que vem todos os anos, mas afirma que sempre tem algo emocionante na festa.imagem“Sempre que eu venho tem algo diferente. Mas esse ano tá mais organizado, tem alguma coisa mudada, mais limpeza, enquanto estávamos aqui limparam umas duas vezes. Também há mais segurança”, comentou Leyse.

Pedro Melo, 42 anos, namorado de Leyse, comentou que independente das mudanças, nada é melhor do que manter a tradição do bom e velho forró. “Já dancei que tô com o pé doendo”, brincou. E assim é o Maior São João do Mundo, cheio de encantos, encontros, primeiras vezes e muito forró.

Fonte: Codecom
COMPARTILHE