Trios de Forró garantem mais de 250 horas de muito arrasta pé n’O Maior São João do Mundo

Passadas duas semanas dos festejos juninos, os tradicionais trios de forró pé de serra mantêm o ritmo do arrasta pé nas Palhoças de Forró, localizadas no Parque do Povo, mais conhecido como o Quartel General do Forró. Mas, mesmo antes da abertura d’O Maior São João do Mundo, estes trios já se preparavam para mais de 250 horas de muita festa, mostrando que a tradição nordestina segue ardendo dentro dos corações forrozeiros. Em meio há tantos compromissos, eles acrescentam que ‘o forró pé-de-serra está mais vivo do que nunca’.

O forrozeiro Amaro Neto, que atua no triângulo e como vocalista do Trio Gente da Serra, afirmou que toca em todo o Nordeste e, nesta época do ano, realiza mais de 35 shows apenas no compartimento da Borborema.imagem“No período de São João costumamos dizer que é quando o caldo engrossa um pouco. Recebemos um pouco mais, chegando até a quadruplicar minha renda e da minha família.”, ressaltou Amaro.

Erivelton, Vandilson e Aécio, que formam o Trio “Os Anselmos”, possuem uma trajetória na música com mais de 20 anos de carreira. Mas, foi apenas em 2013 que o trio de forró nasceu com a proposta de enaltecer a cultura do forró pé-de-serra.imagem“O período junino é o Natal do nordestino. Com certeza é o período que a gente trabalha mais, e a renda aumenta”, afirmou sanfoneiro e vocalista Erivelton.

Segundo o sanfoneiro, Poeta Zé Ramyrez (23 anos), a procura pelos shows do Trio Zé Ramyrez aumentou consideravelmente, desde o ano passado. O Trio, que surgiu quando o músico adquiriu a sanfona e passou a promover encontros musicais com amigos que curtiam forró, passou a realizar shows mesmo antes do período junino e já tem uma agenda bem movimentada.

“No ano passado nos apresentamos em algumas festas juninas como no coreto de Bananeiras, festas organizadas pela própria UEPB e outras confraternizações. Apesar do sonho de se apresentar no Maior São João do Mundo no Parque do Povo ainda não ter sido contemplado, vamos seguindo devagar e focando nos objetivos.”, afirmou o sanfoneiro.

A Prefeitura de Campina Grande traz leva ao Parque do Povo, Galante e São José da Mata, mais de 86 trios de forró, fazendo a festa dos forrozeiros por mais de 200 horas.

Segundo Simone Duarte, coordenadora de Comunicação da Agência Municipal de Desenvolvimento (AMDE ), na Vila do Artesão, serão mais de 50 horas de muito forró, sempre todas às quintas- feiras, sextas- feiras, sábados e domingos.  É forró nos quatro cantos de Campina Grande e região.

Fonte: Codecom
Texto e Imagens: PMCG/Codecom com equipes UEPB e Uninassau
COMPARTILHE